Destinos

Eslováquia: Um País Surpreendente

Clientes FABERG na frente do Grand Hotel Kempinski High Tatras

Viajar é uma das melhores coisas que existem, conhecer novos lugares, culturas, povos, gastronomia, paisagens, história… são coisas que enriquecem nossas vidas e abrem nossa cabeça para novas experiências e possibilidades. Muitos preferem os roteiros tradicionais, como EUA, França, Inglaterra, Espanha, mas o mundo é muito grande e existem joias espalhadas pelo Clientes FABERG passeando pelo centro antigo de Bratislavaglobo que precisam ser visitadas. A Eslováquia é um desses lugares!

Motivados por um grupo de clientes muito especiais que queriam conhecer a terra natal de nossa diretora, Lenka, iniciamos a criação desse pacote para a Eslováquia. Foi mais de um ano de trabalho para montar um pacote perfeito que oferecesse o melhor do país. No meio do caminho tivemos a sorte de receber a notícia que a Laver Cup seria disputada em Praga, cidade que fica a pouco mais de 300km da Bratislava, capital da Eslováquia. Foi perfeito, pois poderíamos unir duas viagens em uma e viver dias realmente inesquecíveis nesses dois destinos.Clientes FABERG saem do hotel para passeio de lancha

A Eslováquia é um país de muita história. O território atual foi ocupado desde o século V e de lá para cá, muito se passou em suas terras. No século X, o território foi integrado ao Reino da Hungria, que depois se tornou parte do Império Habsburgo e do Império Austro-Húngaro. Com o fim do Império Austro-Húngaro após a 1ª Guerra Mundial, a Eslováquia e a República Checa formaram a Checoslováquia. Durante a 2ª Guerra Mundial, o país funcionou como um estado subordinado ao partido nazista. Com o fim da guerra, ele voltou a fazer parte da Checoslováquia como um satélite do partido Comunista até 1989. Mesmo após o fim do Comunismo, o país permaneceu unido com os Checos por mais 4 anos, só então ganhou a liberdade e se tornou um país independente.

É toda essa rica história de 1500 anos e todas as transições que aconteceram ao longo do período, especialmente nos últimos 100 anos que formaram esse país super interessante, com uma cultura diferente, traços marcantes, culinária saborosa e que deixou rastros pela paisagem, na arquitetura, nos monumentos, nos vilarejos e nos mais de 300 castelos espalhados pelos seus 49 mil km2, alguns em ruinas, outros muito bem conservados.

Clientes FABERG com o Castelo da Bratislava ao fundo a noite Vilarejo na Eslováquia Clientes FABERG brindando em restaurante onde comemos o prato típico Pecena Hus

Tentamos conhecer o máximo disso durante a semana que passamos lá. Começamos pela Bratislava. Lá fizemos passeio de lancha pelo mítico Rio Danúbio, conhecemos o pequeno e charmoso centro velho da cidade com suas estátuas curiosas e que fazem muito sucesso, passeamos pela cidade com um ônibus típico, visitamos rapidamente o Castelo da Bratislava e comemos em excelentes restaurantes, um deles o UFO, que fica localizado em cima da Ponte Nova, a 85m de altura e com uma magnífica vista para a cidade.

Dos 300 castelos do país, visitamos dois. O Bojnice é o mais visitado da Eslováquia. As primeiras menções do local datam de 1113 como um forte de madeira. Ao longo do tempo, passou pelas mãos de inúmeros donos que foram moldando o Bojnice no formato atual e trocando a madeira pelas pedras. O castelo é suntuoso, bem conservado e ainda possui uma caverna conectada ao poço de 26m de profundidade. O outro castelo que visitamos foi o Red Stone Castle (Červený Kameň), localizado a menos de 40km da capital, foi construído e usado como parte de sistema de defesa do Império Húngaro no século XIII. No século XVI foi transformado em uma fortaleza e depois ocupado pela família Pálfi que habitou o local até 1945. Hoje é um museu e um dos castelos mais bem preservados do país.

Clientes FABERG visitam o vilarejo Cicmany Clientes FABERG no Castelo Bojnice

Conhecemos também vilarejos muito interessantes. Um deles foi Čičmany. Esse pequeno vilarejo possui praticamente uma única rua com menos de 150 casas decoradas com pinturas em seu exterior. Originalmente, as pinturas eram feitas para conservar a madeira, depois passaram a ser usadas como forma de ornamentação. Em 1921, um grande incêndio na cidade destruiu muitas casas, mas felizmente, toda a vila foi restaurada e atualmente, esses desenhos, que se tornaram símbolo do país, fizeram parte até da roupa da delegação da Eslováquia nos Jogos Olímpicos. Outra vila muito interessante que visitamos foi o The Museum of Folk Architecture (Narodopisna Expozicia), um museu a céu aberto com casas do começo do século XIX que faziam parte de um vilarejo ao lado do castelo Ľubovňa. Todas as casas estão preservadas com sua estrutura e decoração original, o que possibilidade ver como os locais viviam naquela época. Ali encontra-se também a oficina de um ferreiro, uma escola e uma igreja de 1833.

Vista do lago em Strbske PlesoNa segunda parte da viagem, fomos para a High Tatras, maior cadeia de montanhas da Eslováquia. Ficamos na região de Strbské Pleso e hospedados no espetacular Grand Hotel Kempinski High Tatras que fica de frente para um lindo lago e no meio das montanhas. Foi realmente um cenário de tirar o folego. Chegamos a noite, mas quando abrimos a janela do quarto na manhã seguinte, a vista fez cair o queixo de todos.

Além de alguns dos passeios citados acima, visitamos a Demänovská, uma caverna de gelo localizada na Low Tatras. Nessa época do ano o gelo atinge seu menor nível, mas mesmo assim deu para ver e sentir o frio de uma caverna de gelo. A temperatura do interior nos meses de verão fica em no máximo 3ºC. A caverna tem mais de 600m de comprimento e além da parte de gelo, possui um segmento superior com grandes salões e lindas formações.

Visita a caverna de gelo Demanovska

A gastronomia teve um papel importante nessa viagem. Tivemos a oportunidade de provar alguns dos pratos mais típicos do país. O principal deles foi o Bryndzove Halusky, uma espécie de nhoque com queijo de ovelha e um pouco de bacon picado em cima. Provamos essa delícia no Goralsky Dvor, restaurante típico com música ao vivo. Foi uma das experiências locais mais autênticas e divertidas que tivemos na viagem. Outro prato que fez muito sucesso foi o Pečená Hus, carne de ganso servida com uma massa de panqueca e repolho roxo, um prato especial e caro, em geral servido apenas em comemorações importantes. Na nossa última noite na Eslováquia, provamos duas massas doces que são servidas como prato principal, a Pirohy (parecida com um ravioli) e a Sulance. Apesar de um pouco estranho, estava uma delícia. Nem precisamos comer a sobremesa depois!

Foram realmente dias muito especiais. A Eslováquia é um país encantador e cativante. Pudemos conhecer muita coisa, mas ficaram faltando outras tantas. Não demos muita sorte com o clima, tivemos que usar alguns “planos b”, pois a chuva impediu a visita de alguns lugares, mas isso não atrapalhou em nada, afinal, são tantas coisas lindas para visitar, que sempre tem alguma coisa para fazer.

O grupo que esteve com a gente deu um brilho a mais na viagem. Tivemos a sorte de juntar 30 pessoas maravilhosas que se uniram e se divertiram juntas. Os trajetos de ônibus e as refeições eram sempre divertidas, com muitas histórias e risadas. Foram dias que marcaram a vida de todos e deixaram um gostinho de quero mais. À essas pessoas, um agradecimento especial.
Lago na frente do Grand Hotel Kempinski High Tatras

Share this Story
  • Clientes FABERG na frente do Grand Hotel Kempinski High Tatras
    Destinos

    Eslováquia: Um País Surpreendente

    Viajar é uma das melhores coisas que existem, conhecer novos lugares, culturas, povos, gastronomia, paisagens, história… são coisas que enriquecem nossas ...
  • Bratislava-Landscape-2 copy
    Destinos Experiências

    Eslováquia: Uma Jóia na Europa Oriental

    Paris, Londres, Nova Iorque são destinos famosos e desejados por todos. Mas o mundo está cheio de tesouros que muitas vezes passam ...
Load More Related Articles
Load More By FABERG Tour Experience
Load More In Destinos

One Comment


  1. FirstAracely

    25 de dezembro de 2017 at 20:00

    I see you don’t monetize your blog, don’t waste your traffic, you
    can earn extra cash every month because you’ve got hi quality content.
    If you want to know how to make extra $$$, search for: Boorfe’s tips
    best adsense alternative

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Check Also

O Adeus Inesquecível à Key Biscayne

34 anos de Miami Open, 32 deles em Key ...