Atletas, Eventos

Obrigado Tênis

2017 Australian Open - Day 14

A final do Australian Open entre Roger Federer e Rafael Nadal colocou o tênis em outro patamar. Ao fazer um jogo épico e emocionante, escreveram com letras capitais um novo capítulo, certamente o melhor e mais incrível deles, na espetacular e infinita história do esporte mundial.

Fabio Silberberg com Roger Federer no US Open

Fabio com Federer durante o US Open 2009

O que se viu na quadra foi um jogo que poderia ser muito bem considerado um filme premiado devido a tantas emoções que sentimos. Na verdade era melhor do que um filme, pois este não estava baseado em ficção e nem numa história verdadeira. Este filme era real e acontecia ali, na frente de todos nós. Um drama que trouxe elementos impressionantes no seu roteiro que culminou com um incrível final feliz. Nem mesmo o Spielberg poderia criar melhor. O que aconteceu naquela final transcende as quatro linhas do esporte. Quem poderia imaginar?

Um Roger, com o peso de seus 35 anos, flutuando como um beija-flor. Com uma carreira consagrada, lutando a cada ponto e vibrando como um jovem estreante. Com milhões ou quase bilhões de dólares na conta, brigando a cada ponto como se dependesse disso para viver. Com seus 4 filhos em casa ainda buscando tempo para se reinventar e ter mais uma chance de voltar a vencer um Grand Slam!

E o Rafa? Com tantas contusões seguidas que minavam o que ele tem de melhor: o físico e a confiança. O jogador mais forte física e mentalmente que o tênis já viu passar aqui na Terra estava desacreditado, muito mais lento e duvidando de si mesmo. De repente, lá estava ele, o bom e velho Rafa, com sua garra, com sua determinação, as mesmas manias e o mesmo foco que o levaram a conquista de 14 títulos de Grand Slam, 9 deles no saibro de Roland Garros.

Fabio treinando com Rod Laver no ATP de Cincinnati

Fabio treinando com Rod Laver no ATP de Cincinnati 93

Em circunstancias tão desfavoráveis, só ao chegarem a mais uma final de Grand Slam já não estava bom? Sim, para nós já, mas para eles não. Por isso nos agraciaram com um jogo que talvez tenha sido o melhor dos 35 confrontos entre eles. E para encerrar o filme real com chave de ouro, entra na Rod Laver Arena a própria lenda viva, o próprio Rod Laver, um dos maiores tenistas de todos os tempos premiando o maior de todos os tempos. Fala sério! Que presente!

O mundo viu e está emocionado comentando sem parar! Quando vi as notícias em destaque nos jornais da Globo e até na primeira página do jornalzinho que é entregue no farol, pensei… WOW! Olha onde chegamos com nosso esporte. Que incrível!

Agora queremos mais! Pensando que ainda estamos no primeiro torneio da temporada de 2017, imaginam o que vem pela frente? Desde o ano passado tenho falado que esta será a mais espetacular temporada da história do tênis. Temos os 4 gigantes que talvez pela última vez estarão em confronto no seu auge. Federer, Nadal, Murray e Djokovic são monstros sagrados do esporte! Com eles temos a sensacional nova geração com os ídolos de um futuro próximo: Dimitrov, Zverev, Nishikori, Raonic, Thiem, jogando de igual para igual contra os já 4 imortais anteriormente citados.

Considerando que os eventos sempre estão em cidades incríveis e estão cada dia melhor organizados, que programa melhor para nós mesmos se não viajar para assistir estes caras ao vivo?

Tenho muita sorte de ter escolhido e de ter feito a minha vida dentro no tênis. São quase 40 anos (dos meus quase 48) vivendo e respirando tênis. Mesmo assim, nunca poderia imaginar que teria o privilégio de ver, experimentar e sentir tantas emoções. Este esporte que apaixona, também proporciona oportunidades de conhecer o mundo, fazer novas amizades e de entender melhor a vida com suas vitórias e derrotas, altos e baixos, ganhar e perder, acreditar e lutar.

Fabio com Nadal no players lounge durante o Miami Open 2016

Fabio com Nadal no players lounge durante o Miami Open 2016

Essa paixão e aprendizado que o tênis me deu, eu trouxe para o meu dia a dia no trabalho com a FABERG.

E para quem nasceu e vive no “país do futebol”, ter escolhido o tênis foi muito mais do que sorte. Por isso, obrigado Roger, Rafa, Djoko, Guga, Agassi, Sampras e tantos outros. Obrigado Roland Garros, US Open, Wimbledon, Australian Open, Miami Open, ATP Finals, Monte Carlo, Roma e Rio Open.

OBRIGADO TÊNIS!

 

Share this Story
Load More Related Articles
  • 2017 Australian Open - Day 14
    Atletas Eventos

    Obrigado Tênis

    A final do Australian Open entre Roger Federer e Rafael Nadal colocou o tênis em outro patamar. Ao fazer um jogo ...
Load More By Fabio Silberberg
Load More In Atletas

2 Comments


  1. Roberto Paranhos

    14 de setembro de 2017 at 00:04

    O tênis é maravilhoso. Um esporte incrível com atletas excepcionais. Que geração única.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *